LER – Lesão por Esforço Repetitivo (Tratamento)


A Lesão por Esforço Repetitivo (LER) é um conjunto de lesões nos sistemas musculoesquelético e nervoso que tem como causa movimentos repetitivos, esforços ou posições desagradáveis feitos por um grande tempo. É um Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho (DORT).

A LER não é uma doença, mas sim uma síndrome inflamatória que causa dor e incapacidade funcional. O diagnóstico inclui a tendinite, reumatismo, bursite, esclerose sistêmica, traumática, artrite, diabetes já que essas também apresentam lesões causadas por esforço repetitivo.

A LER possui classificação por fase, estágio e grau:

Quatro fases:

– Fase 1: dores mal definidas que melhoram com repouso;

– Fase 2: dores com poucos sinais objetivos que melhoram com repouso;

– Fase 3: muita dor que não melhora com repouso;

– Fase 4: dor intensa com incapacidade funcional.

Três estágios:

– Estágio 1: Dor e cansaço nos braços durante o trabalho, com melhoras fora do horário de trabalho e sem alterações no desempenho normal;

– Estágio 2: Dor e cansaço persistentes mesmo durante o repouso. Sono agitado e incapacidade para o trabalho repetitivo;

– Estágio 3: Dor, fadiga e fraqueza persistentes, mesmo com repouso. Sono muito agitado e presença de lesões nos exames.

Quatro graus:

– Grau 1: dor em uma região específica que se apresenta durante a atividade repetitiva. O membro afetado fica “pesado” e são sentidas pontadas no lugar que aparecem ocasionalmente durante a jornada de trabalho, mas não interferem na produtividade.

– Grau 2: dor em várias regiões durante a realização da atividade que causou a síndrome. A dor é persistente, intensa e aparece durante a jornada de trabalho, não passa, mas é tolerável. Pode estar acompanhada de formigamento, calor e sensibilidade no local lesado.

– Grau 3: dor forte e persistente que aparece durante várias atividades e no repouso. Perde-se força muscular, a produtividade no trabalho diminui e às vezes há impossibilidade de executar a função. O edema é um sinal frequente, assim como o suor excessivo pelas mãos. Nesse grau o retorno às atividades pode causar problemas maiores.

– Grau 4: Dor presente em qualquer movimento ou repouso, e durante a noite há o aumento da sensibilidade por todo o membro afetado. O membro fica sem força e perde o controle dos movimentos. A capacidade de trabalho é nula e os hábitos diários são prejudicados. Nesse grau o psicológico é afetado e a pessoa pode apresentar depressão, ansiedade e angústia.

 

Fisioterapia para Lesão por Esforço Repetitivo (LER)

A Fisioterapia Ortopédica é a que auxilia no tratamento da LER. São realizados exercícios de aquecimento que aumentam a temperatura dos músculos e tendões facilitando o deslizamento das estruturas do membro, e exercícios para tirar as tensões que também devem ser realizados durante as pausas no trabalho para que os músculos e tendões estejam sempre relaxados. O fisioterapeuta faz RPG para que o paciente conquiste uma postura correta e as dores diminuam.

A INOVEFIT realiza atendimento em pacientes com LER. Solicite atendimento ou se precisar de mais informações sobre Fisioterapia ou sobre nosso trabalho, entre em contato conosco. Faça-nos uma visita no Endereço: Av. Calama, 1051 – São João Bosco Telefone: (69) 3229-0909. Será um prazer atendê-lo!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *