CORE, O que é? Qual sua importância?


IMG_2657A musculatura do core é formada por 29 pares de músculos que tem como função suportar o complexo lombo-pelvico-quadril, para que possa estabilizar a coluna vertebral, pelve e a cadeia cinética durante os movimentos funcionais (Fredericson, 2005). O core é formado pelos músculos: bíceps femoral, transverso abdominal, multífidios, adutor, eretor da espinha, oblíquo interno e externo, íliopsoas, glúteo máximo e reto abdominal. Desta maneira, o correto treinamento do Core, precisa levar em conta todos estes músculos.

Funções do core

As principais funções do Core são manter o alinhamento corporal, bem como favorecer a base de suporte do corpo, além de prevenir lesões e gerar torque (força). Muitas lesões seriam evitadas se ao entrar na academia, as pessoas fizessem seu treinamento de Core.

Segundo Anderson (2005), os músculos do core podem ser classificados de duas maneiras: locais e globais. Os músculos locais são os que são responsáveis por gerar a estabilização antes que ocorra o movimento. Eles são recrutados por alguns milésimos de segundos antes que ocorra o recrutamento dos demais músculos, os globais. Já os globais, são recrutados após os músculos locais já terem gerado a estabilização necessária de todas as estruturas não contráteis, para que o movimento possa ocorrer com alta eficiência e sem a presença de dor, sendo estes os responsáveis pelo auxílio na realização de praticamente todas as atividades cotidianas.

Benefícios do Core

Segundo Handzel (2003), os benefícios de ter o Core fortalecido são muitos, mas estes são os principais:
– Aumento do desenvolvimento de potência – Um core estável e forte vai permitir que mais potência seja gerada e transferida através da cadeia cinética. Por exemplo, quando ocorrem mudanças de aceleração do corpo ou de direção, a potência pode ser um fator determinante entre o sucesso e falha de um movimento.

– Aumento da eficiência e da estabilidade – A maioria dos grandes grupos de músculos, sejam eles da região superior ou inferior do corpo, são interligados ou à coluna ou à pelve. Fortalecer esta “âncora” vai ajudar a conseguir uma plataforma estável, permitindo que os movimentos sejam mais eficientes e que você tenha mais potencia em seus membros.

– Melhora do equilíbrio – Um core forte ajuda nosso centro de equilíbrio a ser mais estável, mantendo a coluna vertebral e a pelve estabilizadas, enquanto a musculatura dos braços, ombros e pernas estão em movimento.

– Risco de lesão menor – Um core pouco fortalecido, leva a uma sobrecarga nas extremidades dom corpo, podendo causar lesões nesta região. Os músculos do core quando fortalecidos, eficientes e estáveis são capazes de absorverem melhor e converterem o movimento com mais força, causando menos estresse nas extremidades do corpo.

– Melhora de adaptações neurais – o treinamento do core vai produzir melhora dos padrões de recrutamento neurais, tornando-os muito mais eficientes, causando uma ativação mais rápida do sistema nervoso, tornando a sincronização das unidades motoras melhoradas, assim como uma diminuição de reflexos neurais inibitórios

Como treinar o Core?

Apenas passar alguns exercícios aqui não é garantia de um bom treinamento do Core, afinal existem uma série de questões a serem levadas em conta no treinamento físico, como a individualidade. Mas existe uma série de possibilidades de fortalecimento desta região. Procure um profissional, faça uma avaliação na InoveFit. Endereço: Av. Calama, 1051 – São João Bosco Telefone: (69) 3229-0909

 

Fonte: http://www.treinomestre.com.br

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *